A implementação de Programas de Integridade como influência nos resultados das empresas

Para que a tomada de decisões de uma empresa seja ética, é necessário um guia baseado no propósito, visão, missão, valores e princípios da corporação, este guia tomou forma e ficou conhecido como Compliance.

O principal objetivo deste programa é a prevenção e detecção de atos considerados lesivos e que estão previstos na Lei nº 12.846/2013.

O Compliance tem como estrutura alguns pilares, que vão desde o comprometimento da alta direção; passando pela análise dos riscos, na qual se identificará possíveis fatores que podem contribuir com a prática de atos lesivos; a estruturação de regras que facilitem a comunicação entre a corporação e seus colaboradores; bem como a implementação de um canal de denúncia e monitoramento capaz de aferir a efetividade do Programa.

A união entre um Programa de Integridade bem estruturado alinhado a boa governança corporativa, fortalece a instituição, traz segurança para os processos, reduz custos operacionais e potencializa as oportunidades de negócios no mercado.

Referências:

Manual da CGU sobre Programas de Integridade:
https://www.gov.br/cgu/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/etica-e-integridade/arquivos/programa-de-integridade-diretrizes-para-empresas-privadas.pdf

https://www.ibgc.org.br/blog/compliance-tomada-de-decisoes

One thought on “A implementação de Programas de Integridade como influência nos resultados das empresas

  1. RODRIGO FERNANDO DE AZEVEDO" RODRIGO AGARRA" Reply

    Parabens !

    Rico conteúdo, entretanto, umponto
    relevante da nova lei são relações que merecem e algumas reflexões abordas a desconsideração da personalidade jurídica, quando as empresas incorrerem nos crimes definidos na Lei Anticorrupção Assim dispõe o artigo 14.
    Sabemos, 90% se não me engano são praticados pelo Administração Pública, e alguns sempre na 8.666/93

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *